sábado, 8 de agosto de 2009

Nenhum dentre eles volveu a face para o Amanhecer da graça divina, salvo quem estivesse destituído de qualquer poder entre os homens.

Nenhum dentre eles volveu a face para o Amanhecer da graça divina, salvo quem estivesse destituído de qualquer poder entre os homens. E hoje, entretanto, todo o homem dotado de poder e investido de soberania se orgulha de Seu Nome.

Continua a referência ao facto de os poderosos e eruditos terem-No rejeitado. Ao invés, foram aqueles sem estatuto social ou de posição proeminente os primeiros a reconhecê-Lo e a darem testemunho.

Ora, se assim ocorreu com Jesus tal não se deveu a falta de erudição ou de acesso às Sagradas Escrituras mas antes ao “ídolo” das vãs fantasias.

Assim, a Soberania de Jesus foi reconhecida através do coração e da abnegação total do ego face ao Senhor.

Sem comentários: