terça-feira, 26 de junho de 2007

O Modelo da Evolução

Charles Darwin com o seu livro “Origem das Espécies” colidiu com os ensinamentos da Igreja sob a formação do Homem. Para Darwin (1809-82) as espécies evoluíram de suas formas ancestrais, incluindo o Homem, até atingiram a sua forma actual, as populações produzem mais indivíduos do que aqueles que podem sobreviver perante os recursos disponíveis, havendo uma competição para estes mesmos recursos onde apenas os mais aptos sobrevivem. Os descendentes não seriam iguais aos seus progenitores, antes trariam consigo algumas mudanças. Mas faltava explicar a razão porque os descendentes eram diferentes dos progenitores.

Para ele a sobrevivência dos mais aptos, “selecção natural”, permitiria o evoluir de diferentes espécies. Ele acreditava que ao longo dos tempos e através da selecção natural os diferentes milhões de espécies existentes na Terra se foram formando a partir de outras anteriores e que a actual complexa árvore da vida resulta de uma semente que seria uma simples forma de vida. Ele considerava que os seres humanos e símios teriam um antepassado comum actualmente extinto.


Darwin tinha a consciência que a apresentação da sua teoria evolucionista causaria escândalo e revolta nos meios religiosos, de forma que durante muitos anos Darwin apenas partilhava as suas ideias com os seus amigos mais próximos. No entanto, Alfred Russel Wallace, naturalista galês, e também seguidor da linha evolucionista, enviou a Darwin um esboço da tese de sobrevivência dos mais aptos para ele comentar. Darwin apesar de surpreendido e algo atemorizado foi obrigado a publicar a sua ideia se ele quisesse ter algum crédito na originalidade do seu trabalho. A “Origem das Espécies” foi publicado em 1859.

2 comentários:

SAM disse...

É interessante notar que o texto original é de 1844. A data diz-te algo?

Mais: Darwin afirmava no prefácio do livro que não considera menos poderoso um Deus que cria espécies que conseguem evoluir do que um Deus que cria espécies imutáveis.

Aliás, até entendo que o Deus que permite a evolução muito mais poderoso e sensato do que um que a teme!

Marco disse...

Darwin só consegui uma resposta parcial.