quinta-feira, 17 de maio de 2007

Os computadores só por si não nos sustentam.

Encontrei este texto em "Cidadão do Mundo".

Entidades de ensino norte-americanas desistem de programas que implementam uso de computadores em sala de aula. Observam que sem benefícios pedagógicos comprovados e com custo alto, uso de informática termina sendo um retrocesso. É o que acabo de ler no The New York Times. É informado que os estudantes da Liverpool High, uma escola de segundo grau no interior do Estado de Nova York, usaram os laptops fornecidos a eles pela escola para divulgar gabaritos de provas, baixar pornografia e invadir computadores de empresas. Quando os dirigentes escolares adotaram medidas de segurança mais rígidas para a rede do colégio, um aluno da 10ª série não só encontrou maneira de superar essas barreiras como também postou instruções na Web explicando aos colegas como fazer a mesma coisa. Dezenas dos laptops arrendados pelos alunos quebram a cada mês, e de dois em dois dias, nos períodos reservados a estudo assistido por professores, a rede da Liverpool High termina caindo, devido ao alto número de alunos que preferem navegar pela internet a dirimir suas dúvidas escolares. Há que se repensar uma melhor uso da informática nos processos educacionais. E não é pelo seu mau-uso que se deveria passar ao largo das novas tecnologias, ainda mais esta, que veio para ficar e faz parte integral de nossa vida contemporânea.

1 comentário:

Existe uma estrela no céu que ninguem vê senão eu! disse...

E necessario abrir os olhos e perceber que as coisas boas estao dentro de nos, onde os sentimentos nao precisam de motivos nem os desejos de razao. O importante e aproveitar o momento e aprender sua duracao, pois a vida esta¡ nos olhos de quem saber ver"