terça-feira, 19 de dezembro de 2006

A Água (2)

Os seres humanos são constituídos essencialmente por água. Na nossa composição entra 23% de carbono, 2.6% de azoto, 1.4% de cálcio, 1.1% de fósforo, e pouco mais de alguns outros elementos. Somos 61% constituídos por oxigénio e 10% por hidrogénio mas ambos estão combinados formando uma molécula de água, o que perfaz 71% do nosso corpo. O nosso sangue tem aproximadamente a mesma percentagem de sal que o Oceano, local onde terão surgido as primeiras formas de vida.

Estamos particularmente dependentes de água doce que é apenas 2.5% do total de água existente na Terra. A maior parte esta localizada em forma de gelo na Antárctida e em menor quantidade no Polo Norte, Groenlândia e glaciares; outra pequena porção, já no estado liquido e encontrada nas águas subterrâneas. Da água total existente no globo apenas 0.65% é água potável disponível para consumo humano. Poderá ser encontrada sob a forma de lagos, rios, nascentes, água das chuvas e águas subterrâneas a menos de 800 m de profundidade. Mas excluindo as águas subterrâneas apenas restará 0.01% de água. No entanto, esta limitação não tem impedido os mais variados ataques a este recurso primordial.

A civilização humana sempre esteve dependente da água desde tempos imemoriais. Desde as antigas civilizações egípcia e mesopotâmica, a romana e árabe que os focos civilizacionais sempre foram coincidentes com as disponibilidades de água doce. Qualquer variação na disponibilidade deste recurso será dramática.

Desde a revolução industrial que temos estado a provocar danos no sistema global da água.
Temperaturas mais elevadas aumentam a água evaporada dos oceanos que posteriormente é precipitada na terra e flui de novo para o oceano. O aumento de água evaporada agrava o efeito de estufa a que o Planeta tem estado sujeito, e o efeito de estufa acelera o processo do ciclo da água.

Os oceanos ajudam a manutenção do equilíbrio térmico terreno, transportando calor das zonas mais quentes, como a equatorial, para as mais frias, essencialmente as zonas polares.
O Oceano ao dirigir-se para os pólos vai-se evaporando e tornando-se mais salgado. No caso do hemisfério Norte o oceano, devido a evaporação, torna-se francamente salgado na Groenlândia e Islândia e, como tal, mais denso, o que faz com que esta água se afunde e provoque uma forte corrente, a corrente do Golfo. O Oceano transporta igualmente o frio das zonas polares para o Equador.

4 comentários:

Isadora Lis disse...

Moutinho,
temos que preservar a água, se não ela acabará.
Parabéns pelo post.

Bjs,
Isadora.

Olavo Setúbal disse...

Estou repetindo aqui o que postei no blog do eneadáctilo.
respeito muito sua preocupação com o planeta e o congratulo por isso.
quanto ao post no blog supracitado, tenho a dizer:

Só porque a mensagem desse bahá'u'lláh é bonitinha, estilo John Lennon, não quer dizer que ele seja sucessor de cristo, o qual, aliás, sequer existiu (você é inteligente e poderá verificar essas coisas). Se Einstein tivesse dito que a teoria da relatividade lhe havia sido ditada por um anjo, os mais dispostos a crer nesse tipo de disparate acreditariam, apenas porque a teoria é "maravilhosa demais para ser proposta por um homem". O mesmo vale para Newton ou Eratóstenes. Se este, séculos antes de cristo, tivesse dito que a circunferência da Terra tem uns 40.000 km e que a revelação viera de um anjo, quem duvidaria disso hoje em dia? Quem dissesse que ele poderia ter chegado a essa conclusão durante o solstício de verão cravando uma estaca em Alexandria e outra em Siena (Assuã), fazendo uma regra de três com o tamanho das sombras das estacas, seria tomado por um reles cético empedernido a quem a metafísica irrita. Sorte nossa que esses grandes cientistas estavam mais interessados no conhecimento do que na promoção de seus egos à divindade (benditos sejam).
Então esse bahá'u'lláh é o sucessor de cristo porque tem uma mensagem bonitinha? (embora muito válida, sendo sincero).
Acorde, Moutinho! Você pode seguir tudo o que seu "mestre" ensina sem lhe conferir aura divina (sei que ele é apenas um homem e blá blá blá, mas como profeta ou emissário da vontade de Deus, adquire uma aura "divina", digamos)
Abraços e desculpe minha sinceridade

Elforadiante disse...

Caríssimo Olavo, falais como se conhececeis a Mensagem de Bahá'u'lláh, na realidade não conheceis, a não ser o que ledes aqui ou ali num qualquer blog, que embora estejam todos cheios de boas intenções, (diz-se que de boas intenções está o inferno cheio), não passam disso mesmo:blogs
Na essência um blog é um jornaleco de parede onde todos podem escrever o que lhes der na real gana. Provavelmente, o caríssimo Olavo deve a sua cultura acerca da Fé Mundial Bahá'í através dalgum desses bloguesecos que infestam a blogosfera, entre os quais o meu se inclui, como não podia deixar de ser.
Mas, meu caríssimo, você pura e simplesmente não conhece absolutamente nada de nada acerca da Fé de Bahá'u'lláh!

Fala num blog acerca dum poste que não consta nas imediações do jornaleco, e ainda por cima faz comparações sui generis com o john lennon, pelos vistos também ouviu falar dele algures quando o mataram.

Não faço a mínima ideia de onde quer chegar; se é provocação gratuita ou se pelo contrário leu algo nalguma parede que o fez sentir como um ser iluminado que é capaz de falar acerca do que não conhece. Também lhe podia pôr aqui algumas citações de Euripedes ou outro qualquer filósofo ou matemático que soaria muito bem e dar-me- ia um tom mais intelectualoide, seria fácil; bastava dar uma volta por aqui ou por ali na internet e enchia aqui chouriços como qualquer um que se queira dar ares de superioridade acerca do que seja.
Mas, caríssimo, não acharia melhor investigar as coisas mais a fundo antes de se pronunciar sobre elas?

Elforadiante disse...

Desculpa lá, ó Moutinho, mas há coisas com as quais não me dou. É por estas e por outras que muitas vezes me abstenho de comentar seja lá o que for. Desculpa lá, pá, mas eu tinha mesmo que dizer isto, se não, não ficava de bem com a minha consciência, que por acaso também não é lá grande coisa, mas é a que tenho.
Um abraço,
Elfo