terça-feira, 14 de novembro de 2006


Por outro lado, há muitas pessoas dispostas a fazerem sacrifícios mas que não sabem em que acreditar. Há cada vez mais produtos rotulados como “amigo do ambiente”, sendo esta rotulação mais de uma estratégia comercial do que parte integrante de uma concepção ambientalista.

Nos últimos anos a quantidade de produtos “verdes” tem aumentado em flecha. A questão que muitas vezes se coloca é saber até que ponto eles serão mesmo “verdes”. No entanto, isto poderá ser entendido como um indicador do atingir o estado de maturidade em certas franjas da sociedade humana e o reconhecimento da importância do nosso comportamento perante os outros seres humanos e as outras espécies de seres vivos existentes no Planeta.

1 comentário:

Pedro Fontela disse...

Partilho a preocupação com o equilibrio ambiental João. Mas verificar a proveniência real de cada produto está para além da minhas capacidades de investigação e de tempo.