quarta-feira, 18 de outubro de 2006

XV. Outras Provas


Referência ao número oito:

“Quando se sopre uma só vez a trombeta,
quando a Terra e os montes sejam desintegrados, destruídos de um só golpe,
nesse dia se dará o acontecimento, e o céu se rasgará, e nesse dia carecerá de consciência.
Os anjos estarão postos nos seus confins, e oito transportarão então por cima de si o trono do seu Senhor”
- Sura o Inevitável (LXIX, v. 13 – 17)

O número oito tem um significado especial porque está relacionado com a excelsa posição do Báb. Na obra de Muhammad Mustafá[1] é referido que ‘Abdu’l-Bahá considera o Santuário do Báb como “o Trono do Senhor”. Neste livro também é referido que Shoghi Effendi disse “A mesquita de Medina tem sete minaretes, a do Sultão Ahmad em Constantinopla tem seis mas o Alcorão refere oito.” É também feita referência a uma Epístola de ‘Abdu’l- Bahá na qual Ele interpreta o seguinte versículo. M. Gail escreve: “As palavras do Mestre significam o seguinte: o trono é o templo do corpo da Manifestação Divina, e que a Manifestação é simbolizada pelo número um. E de acordo com o sistema utilizado por persas e árabes em que as letras têm um valor numérico, Bahá é oito mais um. B significa dois, a vogal curta não é escrita e portanto não tem valor, h é cinco, a vogal longa tem o valor de um e o apóstrofo também tem o valor de um".
Então o versículo significa “E Bahá transportará por cima de si o trono do Senhor".

De onde virão as lamentações

Aos Manifestantes de Deus são-lhes conferidos diversos atributos. Um deles corresponde ao de “Pregoeiro”, cuja pregação é um chamado para a Fé.

Senhor Nosso! Ouvimos um homem, chamando à fé, dizendo: “Crede no vosso Senhor!, e cremos.
Senhor nosso! Perdoa-nos os nossos pecados, apaga as nossas más acções e chama-nos a morrer com os piedosos.
Senhor nosso! Dá-nos o que nos prometeste pelos Teus Enviados e não nos envergonhes no Dia da Ressurreição. Tu não alteras a promessa
!”
- Sura III (A família de Imran, v. 193-194)

Tem paciência com o que dizem! Canta o louvor do teu Senhor antes de o Sol subir e depois do ocaso!
Durante parte da noite, depois das prostrações, louva-O.
Presta atenção ao dia em que o Pregoeiro chamará de um lugar próximo;
Ao dia em que ouçam o Grito segundo a Verdade; esse é o Dia da ressurreição
.”
Na Sura L (Caf, v. 39-42) Deus adverte através do Seu Apóstolo os crentes.

Na Sura de Jonas o Alcorão diz:

Aos que crêem e praticam o bem, o seu Senhor os guiará em recompensa da sua fé: a seus pés correrão rios nos jardins de sonho.
Neles a sua invocação será: “Glória a Ti, Deus meu!”, e a sua saudação será: “Paz!” e o final da sua invocação será: “Louvado seja Deus, Senhor dos Mundos!”
- Sura X (“Jonas, v. 9-10)

Deus chama para a morada da paz [Bagdade] e conduz a quem quer o caminho recto.”
- Sura X (“Jonas, v. 25)

Pensamos ser importante referir que Bagdade é a terceira cidade santa na Fé Bahá’í.

[1] página 102, Mustafá, Muhammad. Bahá’u’lláh, The Great Annoucement of the Qur’an

1 comentário:

Barão da Tróia II disse...

Mais informação interessante, obrigado pela partilha.