sexta-feira, 11 de agosto de 2006

VII. O Advento de Duas Grandes Manifestações (1.ª parte)



Em todos os Livros Sagrados o advento de duas Grandes Manifestações é anunciado. No Alcorão a Sua vinda é designada de entre outros nomes por "Grande Anúncio”. Para os muçulmanos as duas manifestações vindouras são designadas por “Imame Máhdi” e “Messias”.

É crença de quase todos os muçulmanos, tanto xiitas como sunitas, as duas grandes ramificações do mundo islâmico, que o Messias reinará no mundo de acordo com a Sharia e aplicando a leis curânicas a toda a humanidade.

Citamos a Sura da Ressurreição (LXXV, v 6), citando, “Pergunta: “quando será o Dia da Ressurreição?” Quando a vista fique deslumbrada, a lua eclipsada e o Sol e a Lua estejam em conjugação.”

O Sol e a Lua são as Manifestações Gémeas.

9 comentários:

Daniella disse...

Falaste das duas Grandes Manifestações, designadas por "Imam Máhdi" e "Messias".
Mais adiante referiste que esta crença é de tanto xiitas como sunitas.
Pois bem embora tenhas feito um bom material mas acho-o incompleto, entre outras coisas, pelo facto de que sunitas não acreditam nos Imams e muito menos "Imam Máhdi". Bem sabes que sunitas acreditam no califato que são quatro califas, começa com Abubekr (o sogro de Maomé) e acaba com Ali (o genro de Maomé)
Sei que este material também vem por parte e ainda estas na primeira mas peço-te desde já para explicar melhor, principalmente, esta parte.

Marco disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
João Moutinho disse...

Boa Gente,
O 2.º comentário foi apagado por se tratar de correspondência meramente pessoal.

Daniella,
O facto de os sunitas não reconhecerem os Imames como legítimos e únicos sucessores do Profeta, enquanto vivos, não impede que não sejam objecto de grande deferência pela sua parte, tal como Fátima.

Tanto quanto sei quando sei já em na segunda metade do Séc. XIX surgiu no Sudão, em zona maioritariamente sunita, um indivíduo que se autointitulou o Imame Mahdi, e que mais tarde vai a ser aprisionado pelos britânicos.

Daí pensar que não tem de haver uma relação única entre o Imame Mahdi e os que aguardam a vinda do 12.º Imame.
Em todo o caso vou procurar informar-me melhor sobre este assunto e solicitar a quem tenha uma contribuição objectiva a fazer sobre este assunto que o faça.

João Moutinho disse...

Daniella,

Agradeço o interesse demonstrado, o que é sempre gratificante para quem escreve e pretende desta forma dar o conhecer o que entende como Verdadeiro.

Relativamente à questão abordada, após ter dado uma vista de olhos por alguns sites islâmicos, penso não ter muito a acrescentar ao que disse anteriormente.

A expectiva na vinda do Imame Mahdi não é exclusiva dos xiitas - no entanto, poderão estes vivê-la com maior intensidade.

SAM disse...

Estimado João,

Estou há já algum tempo a tentar acompanhar o teu blog (tentar, pois à velocidade que ele progressa não tenho sido capaz de o ler na íntegra), e lá vou vendo umas coisitas e, de facto, estás de parabéns por ele. Na minha visão, qualquer iniciativa integradora é uma bênção que obtemos.

A questão deste post, acho que vou ter que concordar com ambos (Daniella e João). Consultei alguns autores que não são muçulmanos, mas que são dos maiores especialistas no tema (gosto de ter visões neutrais que permitam, como diz 'Abdu'l-Bahá, "julgamento imparcial"), um dos quais (senão o maior) foi Alessandro Bausani.

Ele explica que "os descendentes (nem sempre genuínos) do Profeta e de 'Alí são venerados particularmente em terra xiita (ainda que estimados também em zonas sunitas)", mas que devido ao facto de "Muhammad não designou com clareza alguém que O sucedesse", o sistema de nomeação levou a "Abú Bakr como o primeiro califa" e 'Alí como 4º (havendo 'Omar e 'Útman entre eles).
Já os xiitas creem no conceito de Imams iniciado com 'Alí e terminado com o 12º misteriosamente desaparecido. Conforme afirma Bausani, "A teologia xiita actual diferencia-se daquela da ortodoxa sunita (...), como é óbvio, na imposição do conceito de imám".

De facto, o que acontece portanto é a separação dogmática entre xiismo e sunismo, não alterando em nada o propósito do teu texto. Conforme explica Moojan Momen "os muçulmanos estão esperando o Mahdi e também a vinda de Jesus Cristo (al-masíh)".

Assim sendo, apenas devemos notar que os xiitas consideram que o 12º Imam é o "Imam Mahdi", enquanto que os sunitas simplesmente aguardam por "Mahdi" na medida em que não seguem as linhas do imanato.

Um abraço.

Daniella disse...

Em relação ao "Imam Máhdi" dos xiitas, acho que todos estamos de acordo, Ele é o 12º Imam Oculto ou Imam-i-Zaman como é também denominado, portanto em relação ao "Máhdi" dos sunitas não encontro alguma ligação.
Quem ao certo seria ele?
Algum califa que irá voltar?

João Moutinho disse...

Boa Gente,

Inicialmente fiquei muito satisfeito com as quetões colocadas mas depois çomecei-me a sentir um pouco atrapalhado... :-)
É da forma que vou aprendendo mais.

A expectiativa que existe na vinda do "Mahdi" e no "Messias" não se baseiam apenas no Alcorão mas também em tradições atribuídas a Maomé.

Há compilações feitas com citações de Maomé, um pouco à semelhança dos Evangelhos, e que tembém servem de guia mas sem terem a mesma importância do que o Alcorão.

Por exemplo, alguns muçulmanos esperam que o Messias venha reinar na Terra durante quarenta anos, essa profecia está num compilação de citações de Bukhari, salvo erro. Mas relativamente a este "quarenta anos", quanto ao que sei, não há nada de semelhante referido no Alcorão.

Daniella disse...

Olá meu caro,
Sinto muito por teres ficado atrapalhado mas como a questão colocada por ti neste post se refere aos xiitas e sunitas então o melhor é falar só acerca destas duas grandes seitas do Islam.
Vamos por passo: os xiitas acreditam nos Imams como a linha da sucessão ao Maomé e o último é denominado Imam Máhdi (mas atenção sempre com o titulo de Imam), Imam Oculto ou Imam-i-Zaman.
Os sunitas já não acreditam nos Imams (no sistema califado sunita são os quatro califas que sucedem ao Profeta e isto logo dispensa o titulo Imam)
Uma vez que tu e teu amigo referiram aqui que os sunitas também estão a espera dum “Máhdi”, a minha pergunta é: quem seria este "Máhdi" dos sunitas?
Espero que não te tenha deixado mais atrapalhado...: -)
PS: olha se não souber a resposta não tem crise, procuro num outro lugar.
Obrigada

João Moutinho disse...

Essa do atrapalhado é falsa modéstia...
(Às vezes até me pergunto porque não nasci rico em vez de belo e inteligente)

A expectativa no "Mahdi" beseia-se em Hadith (citações do Profeta), de que já falei anteriormente.

As diferentes Escolas, mesmo que dentro do próprio ramo xiita ou sunita, nem sempre reconhecem as mesmas Hadiths.

Agora, quem é exactamente o "Mahdi" dos sunitas ou quem estão á espera, não consigo responder nem sei se há consenso dentro dos doutores do Islão sunita sobre esse assunto.

Após pesquisa na Net pode ser que lhe aconteça o mesmo que a mim e ao Sócrates (não o nosso PM, até porque nesta altura ainda não havia Net):"Só sei que nada sei".

Já agora, estou a pensar em falar sobre as duas grandes divisões do Islão, mas é lá mais para a fente.

A Daniela está-me a colocar já perto do "final dos últimos capítulos"...