sexta-feira, 21 de julho de 2006

III. Ensinamentos Básicos do Alcorão (1.ª parte)


Um estudo cuidadoso do Alcorão permite discernir uma grande consonância entre os Seus ensinamentos e o das Escrituras Sagradas que O antecederam. Muitas histórias relatadas também são semelhantes.

Apresentaremos alguns princípios que poderão ser facilmente identificados.

A Unidade de Deus e a Unidade dos Seus Apóstolos e Profetas

Deus é uno, e há uma unidade fundamental dos Seus Apóstolos e Profetas, e além disso as Suas escrituras são uma só, é confirmado pelo seguinte versículo:

“Dizei-lhes: “Cremos em Deus e no que foi revelado a Abraão, a Ismael, a Isaac, a Jacob e às doze tribos; no que foi dado a Moisés e a Jesus; no que foi dado aos Profetas pelo seu Senhor. Não diferenciamos nenhum deles e somos submissos a Deus [Muçulmanos].” - Sura “A Vaca” (II, v.136)

Desta forma os Muçulmanos acreditam em Deus, no Alcorão e no que foi revelado a Abraão, Ismael, Isaac, Jacob e outros, tal como a Moisés, Jesus e os Profetas. Está claro que os Muçulmanos não devem fazer distinção entre os Mensageiros dessas Revelações.

A origem divina de todas as Leis de Deus

As leis enviadas por Deus à humanidade, não obstante exteriormente serem diferentes têm sido reveladas através de diferentes Apóstolos para as diferentes nações em diferentes épocas, eram e continuam a ser um só na origem e no propósito, tal como expresso no seguinte versículo:

“Institui-vos a respeito da religião, o que dispus para Noé, e que Te inspirámos e o que dispusemos para Abraão, Moisés e Jesus, dizendo: “Permanecei na Religião! Não divirjais acerca dela! Deus escolhe, para O seguir, a quem quer e conduz a Si quem se volta para Ele!

Os homens só se dividiram em seitas depois de lhes haver chegado a ciência por mútua insolência. Se não fosse a Palavra proveniente do seu Senhor, que precedeu, indicando um prazo determinado já se teria decidido entre eles. Os que, depois deles, receberam em herança o Livro, estão em grande dúvida sobre ele.” - Sura “O conselho” (XLII, v.13-14)

Deus prescreveu as Leis, ou jurisprudência, do Islão, de acordo com as exigências daquela época, tal como Ele tinha revelado as leis a Noé, Abraão, Moisés e Jesus no passado.

4 comentários:

Jô disse...

OI
Vi que tens alguns Links sobre Islão, mas a verdade é que todos relacionados a fé Bahá'í.
Que tal fazer pesquisas nos sites neutros, isto no ponto de vista dos não bahá'ís, e outros site mesmo das comunidades islâmicas.
Não podes fazer análises só a base da tua religião, por mais verdade que ela seja.
Outra coisa a acrescentar: olha bem por que territórios vais viajar, o tema é muito delicado. Claro, sei que não vai escrever mal mas mesmo assim muita gente pode levar mal.
Não sei se me entendes?
Abraço

João Moutinho disse...

Entendo, Jô.
Tens razão no que escreves.
Alem de eu não ser um ás na informática, este blog ainda está incipiente.

Marco disse...

Talvez te interesse este debate:

Islam and the Bahai Faith

iuri disse...

o "discover islam" e´ uma organizacao islamica, nao e´ bahai.