terça-feira, 29 de abril de 2008

Controle dos Recursos Naturais

Perante a potencial crise alimentar e consequentemente social transmito aquilo que penso ser a forma de resolução dos problemas planetários.

Os escritos Bahá’is subentendem que a protecção, exploração e extracção dos “vastos e inimagináveis recursos[i] terrenos, devem, inevitavelmente, a longo prazo, estar sob a jurisdição de um “sistema federal mundial[ii]. Esse sistema basear-se-á no reconhecimento da “unidade do género humano[iii], exercerá uma “autoridade incontestada[iv] sobre os recursos terrenos, mas assegurará, igualmente, a justiça social e económica. Shoghi Effendi escreve:

O advento da Revelação de Bahá’u’lláh...deve ser considerado o período em que a humanidade inteira chega à maturidade. Não deve ser vista como apenas mais uma das renascenças espirituais pelas quais o sempre variante destino da humanidade a fez passar, nem como somente uma etapa mais adiantada numa série de Revelações progressivas, nem mesmo como a culminação de um dos ciclos proféticos que, de tempos em tempos, se repetem, mas, antes, devemos vê-la como o indício da etapa final e mais elevada em toda a estupenda evolução da vida colectiva do Homem sobre este planeta. No que diz respeito a esta vida planetária, devemos considerar como ponto culminante na organização da sociedade humana, a formação da comunidade mundial, a adopção do conceito de cidadão do mundo, a fundação de uma civilização mundial e uma cultura mundial, embora o Homem como indivíduo possa, ou melhor, deva, continuar sempre a progredir e a desenvolver-se em consequência desta consumação...[v]


[i] Conservação dos recursos da Terra, página 28

[ii] Conservação dos recursos da Terra, página 28

[iii] Conservação dos recursos da Terra, página 28

[iv] Conservação dos recursos da Terra, página 28

[v] Bahá’u’lláh e a Nova Era, página 197

sábado, 26 de abril de 2008

Mesozóico

O nome Mesozóico é de origem grega e refere-se a 'meio animal' sendo também interpretado como "a idade medieval da vida". Divide-se em três períodos, do mais antigo para o mais moderno: Triásico, Jurássico e Cretáceo. Esta era é especialmente conhecida pelo aparecimento, domínio e desaparecimento dos dinossauros - e por todo o espectáculo "hollywoodesco" à volta do "Jurássico". Embora o famoso T. Rex seja do período Cretáceo.

No início desta era, toda a superfície terrestre encontrava-se num único continente designado de Pangeia. No entanto, com o tempo este supercontinente começou a fragmentar-se em dois continentes: a Laurásia para o Hemisfério Norte e o Gonduana para Sul.

Foi uma era de domínio ostensivo dos répteis destacando-se os: dinossauros, pterossauros e plesiossauros. Durante o Mesozóico estes animais conquistaram a Terra e desapareceram mais tarde de forma misteriosa, sendo a causa mais provável a colisão da terra com um meteorito, sendo estimada como a segunda maior extinção em massa da terra.

A maior extinção já estudada foi no final do Pérmico, estima-se que tenha extinto 90% de todas as espécies que então viviam na Terra.

Foi também nesta era que terão surgido os primeiros mamíferos, de dimensões mínimas. As primeiras aves surgiram durante o Jurássico, havendo pistas conducentes a uma origem directa nos dinossauros.

As primeiras flores também apareceram durante o período Cretáceo.

sexta-feira, 25 de abril de 2008

CIA - THE WORL FACT BOOK

Encontrei hoje no World Fact Book da CIA sobre estatísticas mundiais.

Christians 33.32% (of which Roman Catholics 16.99%, Protestants 5.78%, Orthodox 3.53%, Anglicans 1.25%), Muslims 21.01%, Hindus 13.26%, Buddhists 5.84%, Sikhs 0.35%, Jews 0.23%, Baha'is 0.12%, other religions 11.78%, non-religious 11.77%, atheists 2.32% (2007 est.).

Somos 0.12% mas já estamos considerados.

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Tyrannosaurus rex

O Tiranossauro (Tyrannosaurus rex, que significa "lagarto tirano rei") era um dinossauro carnívoro e bípede que viveu no fim do período Cretáceo, principalmente na região que é hoje a América do Norte em virtude de ser a zona onde há mais registos fósseis.

Segundo os mais recentes cálculos, o tiranossauro podia alcançar até 50 km/h, sendo portanto um potencial caçador mais do que um necrófago.

Se por um lado as pernas de um tiranossauro eram fortes e bem desenvolvidas, por outro lado tinha braços pequenos. No entanto não eram estruturas vestigiais pois possuíam grandes áreas de músculo, indicando uma força considerável.

A vida de um Tyrannosaurus jovem era boa, pois estudos modernos revelam que fósseis de animais mais jovens não costumam apresentar marcas de fracturas ou de qualquer tipo de dano causado por agressão.

Concluindo, os pais Tyrannosaurus Rex cuidavam de sua prole por um período muito superior ao que os cientistas supunham.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Guias para a protecção ambiental

A conservação e protecção do ambiente deverá ser dirigida ao nível do indivíduo e ao social.

Shoghi Effendi numa carta sua afirma:
“Não podemos segregar o coração do homem do meio ambiente que o rodeia e considerarmos que uma vez um destes seja reformado tudo será melhorado. O homem é orgânico com o mundo. A sua própria vida molda o ambiente e ele próprio depende profundamente dela. Um acto seguido por outro e tudo se modifica na vida do homem em resultado das reacções em cadeia.

Não há movimento no mundo que se dirija sobre ambos estas aparências da vida humana e tenha a capacidade total de para seu aperfeiçoamento, salvo os ensinamentos de Bahá’u’lláh. E isto e sua essência particular. Se nos desejarmos o bem do mundo deveremos esforçarmo-nos para difundir esses ensinamentos e também praticá-los na nossa própria vida.

Através deles o coração humano será mudado, e também o nosso ambiente social prepara a atmosfera em que iremos crescer espiritualmente e reflectir com a luz de Deus brilhando através da revelação de Bahá’u’lláh.[i]



[i] Conservação dos recursos da Terra, página 28