terça-feira, 31 de julho de 2007

Os dois sinais (conclusão)

Cá vai Sam.

A Casa Universal de Justiça explica que "o primeiro indício da chegada da maioridade da espécie humana apontado nas Escrituras de Bahá’u’lláh é o surgimento de uma ciência que é descrita como “filosofia divina” que incluirá a descoberta de uma abordagem revolucionária para a transmutação dos elementos. Essa é uma indicação dos esplendores da estupenda expansão do conhecimento do futuro." Esta “filosofia divina” poderá a permitir a produção de energia a custos ínfimos.

Ou seja, a solução encontra-se na investigação cinetífica e na noção de cidadania mundial e não num regresso ao passado.

Quanto ao “segundo” sinal que Bahá’u’lláh indica ter revelado no Kitáb-i-Aqdas, Shoghi Effendi afirma que “...em Seu livro Sacratíssimo, Bahá’u’lláh ordenou a escolha de uma única língua e a adopção de uma escrita comum para o uso dos habitantes da terra, injunção esta que, ao ser implementada, será, como ele próprio afirma no Livro, um dos sinais de ‘maioridade’ da raça humana”.
A ciência promove o bem-estar material tais como: descobertas, cura para doenças, inovações organizacionais e avanços no campo social; a religião, em complemento, promove o bem-estar espiritual, incentiva a boa conduta e o carácter. Ambas estão intrínsecamente ligadas, pois a ciência também é feita por seres humanos, prolíficos em sentimentos.

1 comentário:

SAM disse...

Então os dois sinais do progresso humano são: o investimento nas ciências ditas exactas e o nas ciências chamadas de sociais e humanas.

E o desenvolvimento máximo delas manifestar-se-á naquilo que está aqui escrito.