quarta-feira, 6 de junho de 2007

Platónico / Aristotélico

Um dos mais proeminentes pensadores dos primórdios do cristianismo no mundo greco-romano foi Santo Agostinho que, estando profundamente atraido pelo pensamento platónico conta como teve de guerrear no seu íntimo antes de “raciocinar” a sua aceitação da mensagem de Jesus Cristo.
A herança do pensamento aristotélico, por seu lado, encontrou o seu campo no mundo de língua árabe. Alexandre, que teve como seu tutor Aristóteles, estabeleceu a capital do seu império em Alexandria, que se tornou o centro de conhecimento da sua época e que mais tarde viria a ser uma fonte de conhecimento para a civilização islâmica.
No entanto, durante muitos séculos o Ocidente esteve isolado desta e de outras fontes de conhecimento.
Com o advento das cruzadas o ocidente abriu-se às tradições culturais orientais trazendo consigo um conhecimento mais vasto do pensamento grego. Assim a outra metade herdada do pensamento helénico, a concepção aristotélica, penetrou na Europa. No século treze os europeus impressionados pela cultura árabe descobriram e traduziram diferentes trabalhos de Aristóteles, que tinham sido preservados pelos árabes, tais como Ética, Política, Lógica e muitos outros.

Sem comentários: