segunda-feira, 19 de março de 2007

13.O Princípio da Unidade

A família foi a primeira forma biológica de unidade da sociedade humana, porque o ser humano requer um longo período de protecção por parte dos mais adultos, enquanto jovem.

O desenvolvimento da língua e cultura veio permitir o agrupamento das famílias em tribos, o que lhes permitia uma melhor capacidade de defesa e cooperação na procura e armazenamento de alimento. Posteriormente diferentes tribos vieram a juntar-se e a formar clãs.

Com a generalização da cultura e o domínio da agricultura, a civilização veio-se incrementando e os conceitos de lei e governo foram-se realizando, e os sistemas feudais e cidades vieram-se a constituir. Certos grupos mais poderosos tomaram o poder e dominaram outros mais fracos, formando os primeiros impérios.

A integração das actividades humanas, o desenvolvimento da organização institucional e a subordinação do indivíduo ao bem colectivo numa determinada área geográfica permitiu a formação do estado moderno, a nação, em que o seu tamanho estava limitado pelas tecnologias disponíveis de transporte e comunicação.

Cada passo no processo da integração humana tem sido precedido ou acompanhado por avanços em princípios sociais sob uma organização comum, na tecnologia para produzir e distribuir recursos, e nas estruturas para exercer o poder.

1 comentário:

citadinokane disse...

João,
A família ainda tem um papel importante em nossos dias, apesar de muitos negarem...
Uma boa semana.
Abraços,
Pedro