sexta-feira, 15 de setembro de 2006

O Inevitável (3.ª parte)

Parece-nos ser evidente que o facto de terem sido revelados estes acontecimentos em civilizações anteriores aquelas que estavam presentes, é uma admoestação dada à nação islâmica para quando a nova Revelação vier ter com ela não a repudiar. No entanto, toda a humanidade voltará a viver uma situação semelhante às de outrora:

Virá a Ordem de Deus. Não peçais que acelere a sua chegada. Louvado e exaltado seja por cima do que Lhe associam.”
- Sura “A Abelha” (XVI, v.1)

“Não peçais que acelere a sua chegada” significa que não há dúvidas acerca dela. O seguinte versículo da mesma sura explica:
“Envia os anjos com o Espírito da Sua Ordem sobre aquele que quer dos seus servidores, dizendo: “Admoestai! Não há deus senão Eu! Temei-me
!”
- Sura “A Abelha” (XVI, v.2)

A referência a anjos a descerem com o Espírito é idêntico ao versículo em que Deus se refere a Maomé tal como o seguinte:

Com ele desceu o Espírito fiel, sobre o teu coração para que estejas entre os admoestadores.”
- Sura “Os Poetas” (XXVI, v.193-194 )

O segundo versículo da sura “A Abelha” confirma que haverão Apóstolos a sucederem a Maomé.
Neste versículo também é referido “seus servidores” no plural, indicando que haverá mais Apóstolos a receberem o Espírito emanado por decreto divino. Além disso a sura “A Abelha” transmite um aviso aos muçulmanos:

“Mandámos a cada comunidade um enviado, dizendo: “Adorai a Deus! Pode de lado os que seduzem!” Deus guiou alguns deles, mas o extravio apoderou-se de outros. Percorrei a Terra e observai qual foi o fim dos que recusavam crer.”

- Sura “A Abelha” (XVI, v.36)

Sem comentários: